Bijam Yoga

Professores : Carol Gaiger

Sou uma habitante do corpo. Corpo consciente,
corpo/organismo em movimento, corpo parceiro para a
jornada da vida.
Ao fim dos anos de formação normal de ballet clássico 97/98 e
desde muito nova completamente encantada com a companhia
de dança Grupo Corpo de Belo Horizonte me envolvi com a
dança contemporânea em Porto Alegre a qual levei até meados
de 2006 como trabalho.
Com enormes dificuldades nas classes artísticas em geral, sem o
mínimo retorno financeiro, sem tranquilidade e respeito dentro
e fora do meio para viver da profissão, desisti. Mas não do
movimento, não de manter-me ativa, conectada corpo/mente.
Trabalhei por anos entre outros freelas como modelo vivo em
São Paulo posando em sessões de desenho, pintura, fotografia,
que estimulavam a criatividade e a expressão corporal. Havia
silêncio, respeito e pagavam bem! Sempre praticando alguma
atividade física, natação, alongamento, corrida, musculação
por sentir as boas compensações pra saúde física e mental.
Tônus muscular ativo de forma a me sentir pertencendo e
dispondo do meu corpo como uma matriz de força e bem estar.
Era comum que pessoas se aproximassem pedindo conselhos
para o corpo, sempre com um entendimento de separação e
sofrimento, como se do pescoço pra baixo elas não existissem.
Para mim a não dança doía todo meu corpo/ser, como se eu
estivesse trancada numa jaula minúscula.
Entrei no caminho da massoterapia, curso que fiz em 2015.
Antes disso nesse mesmo ano quase iniciei um curso de yoga
aerial do qual acabei por me desviar por algumas questões e
não me sentir capaz. Com a massoterapia passei a cuidar e

ajudar de forma mais objetiva pessoas que vinham com dores e
arrastando seus corpos, infelizmente sem consciência corporal,
como se o corpo fosse um fardo. E não este belo organismo vivo
que somos. Com um funcionamento que se não for ignorado e
mal tratado está a nosso favor.
Passei o verão de 2019 caraminholando ideias de como dar um
próximo passo que me tirasse desta jaula e foi aí que um dia me
lembrei. Yoga! Pesquisei escolas perto de casa, descobri que
havia cursos de formação de professores! e na primeira aula
experimental no Bijam no mês de março me senti muito bem,
como se tivesse chegado num lugar destino. Minha turma de
formação iniciou em agosto de 2019. E venho desde então no
caminho de viver o yoga na minha vida e também
compartilhando e expandindo e conectando outros corpos
como profe!
Aqui meu sankalpa (resolução) escrito ao iniciar o curso de
formação de professores;
Eu conscientemente, pela via do corpo como instrumento de
conhecimento, trabalho, criação e bem estar colaboro com o
despertar, autoconhecimento e bem estar de outros
corpos/pessoas/seres.

Outras informações desta seção: